Aos 78 anos, morre Gil Gomes, ícone que transformou o jornalismo policial no Brasil

N

otícia triste para o jornalismo. Morreu na manhã de terça-feira (16), o apresentador e radialista Gil Gomes. Aos 78 anos, ele sofria com mal de Parkinson desde 2005.

Na segunda-feira (15), Gil passou mal e foi levado ao Hospital São Paulo, mas acabou falecendo. A causa da morte e detalhes do velório não foram divulgados.

Na década de 1960, Gil Gomes começou sua carreira na extinta Rádio Marconi. Conhecido pela voz, visual e gestos, o radialista é lembrado por seu trabalho como repórter policial no programa Aqui Agora, exibido pelo SBT entre 1991 e 1997.

Gil era casado com Eliana Izzo, com quem teve duas filhas: Flávia e Nathalie. Antes de Eliana, ele foi casado por 14 anos com a escritora Ana Vitória Vieira Monteiro e tiveram três filhos: DanielVilma e Guilherme. O jornalista também é avô de quatro netos.

Fonte: Contigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *