DSCF0788_640x427

Traficantes presos na Delegacia de Grajaú autuação de flagrante

Há dias a policia Militar e Civil de Grajaú, vinham monitorando o bairro Quem Dera na Expoagra, um dos setores apontados como maior distribuidor de drogas para usuários. Para tentar colocar as mãos nos vendedores a policia usou uma tática, que foi de fazer com que policiais disfarçados fossem ao local para tentar constatar a venda da pedra, se passando por compradores.

Depois da compra e da comprovação, o capitão da PM Jean Levi Cavalcante juntamente com a policia civil, montaram por volta das 00h00min desta quarta-feira (02), uma operação em conjunta que terminou na prisão dos vendedores e uma grande quantia em dinheiro. Após o flagrante na Vila Quem Dera, os presos foram conduzidos na madrugada para a delegacia de Grajaú, na operação foram presos Francisca Zilda Sousa Oliveira de 56 anos e seu companheiro Josias Pessoa Santos de 48 anos.

Em entrevista à redação do Blog De Olho em Grajaú, a Srª Francisca Zilda popular “Zilde” disse que todo o dinheiro apreendido, vem de outros fundamentos e explicou, que R$1.000 (Um mil reais) foi enviado por sua filha que trabalha na capital maranhense. Seu companheiro afirmou que R$ 2.100 (Dois mil e cem reais) ele tirou na Caixa Econômica Federal, quando ganhou um bilhete premiado na Loteria.

DSCF0790_640x427

Dinheiro e arma encontrada pelos traficantes

Abalada com sua prisão, dona “Zilde” afirmou que ia largar o ramo da venda de crack, mais tinha medo de ser assassinada. Para a policia não há duvidas de onde vem todo o material, segundo a policia mais pessoas estão sendo monitoradas, a policia afirma que sabe quem são os envolvidos e que o objetivo é chegar aos cabeças.

Na operação foi apreendido ainda um revolver calibre 38, que dona Zilde disse que foi seu companheiro que comprou um total de 112 pedras de crack prontas para a comercialização, num valor de R$ 10,00 (Dez reais) cada uma, dois aparelhos celulares e uma quantia em dinheiro de R$ 3.433 (Três mil quatrocentos e trinta e três reais), que foram espalhados sobre o balcão de recepção da delegacia.

Em contato com a filha por telefone, dona “Zilde” chorou informando que tinha sido vítima de uma armadilha para ser presa, o destino de dona “Zilde” juntamente com seu esposo até o momento é a prisão, até que se ocorra a decisão da justiça sobre o caso.

DSCF0783_640x427

Polícia de Grajaú em ação no Bairro Quem Dera ( Nova Grajaú)

DSCF0794_640x427

Droga e dinheiro encotrado pelos traficantes

Fonte: Realidade na Tela